Dicas e Curiosidades

Adulto

1. Os cremes dentais clareadores fazem mal para os dentes?
Há que se ter muito cuidado com o que se coloca sobre os dentes, pois existem muitos produtos no mercado que não tem o selo de garantia da ABO (Associação Brasileira de Odontologia) ou ADA (American Dental Association), não exercendo a função prometida ou ainda, provocando danos irreversíveis às estruturas dentais. A melhor maneira de se evitar riscos é consultar um cirurgião-dentista antes da utilização de qualquer produto.

2. Posso fazer clareamento dental quantas vezes quiser em meus dentes?
Teoricamente diante da supervisão e orientação de um cirurgião-dentista não há riscos ou limites para o tratamento de clareamento dental. Contudo, há que se ter bom senso no julgamento estético, pois dentes extremamente claro fogem do natural, trazendo resultado estético oposto ao esperado.

3. Meus dentes são muito sensíveis principalmente na ingestão de líquidos gelados. O que devo fazer?
Primeiramente, você deve saber qual o motivo para esta sensibilidade. Cáries e exposição de dentina estão dentre as principais ocorrências. Para exposições dentinárias a utilização de laser, aplicações e bochechos com flúor costumam trazer bons resultados. Procure orientação profissional o quanto antes, pois qualquer que seja a causa, quando tratada precocemente culmina em melhor definição terapêutica.

4. Às vezes sinto meus dentes mais moles, como que abalados, isso é normal?
Os dentes não estão fixados diretamente nos ossos (alvéolos). São presos através de ligamentos que têm dentre outras funções, amortecer as sobrecargas mastigatórias sobre os dentes. Existem vários níveis de mobilidade dentária. Quando pequena e transitória pode significar excesso de sobrecarga sobre os dentes, conseqüência de traumas ou apertamento dental contínuo e exagerado. Porém, quando a mobilidade dental for mais intensa, pode significar perda de suporte do osso, resultado da doença periodontal. Seja qual for a causa, deve-se procurar o mais breve possível orientação profissional adequada.

5. Meus dentes foram manchados por restaurações antigas de amálgamas, isso tem solução?
Quanto mais antiga for a restauração de amálgama no dente, mais chance ele tem de estar acinzentado, pela liberação de produtos contidos no amálgama. A substituição da restauração por outra, diminui sensivelmente o problema, mas algumas vezes não resolve completamente, necessitando de outras soluções estéticas complementares.

6. Tenho freqüentemente aftas, qual o melhor tratamento para elas?
Não existe na literatura um único agente etiológico definido para as aftas. Vários são os fatores descritos: trauma local na mucosa (cirurgia, machucados, raspados, cortes), acidez estomacal, alteração imunológica, ácidos presentes na alimentação, estresse, distúrbios gastrintestinais, álcool e tabagismo. As aftas normalmente são doloridas porque são lesões ulceradas que expõem o tecido conjuntivo rico em vasos e nervos. Seu ciclo dura aproximadamente 10 dias do seu início ao fim, sendo em geral, mais sensível nos três primeiros dias. O tratamento mais indicado é sintomatológico através de aplicação tópica de substâncias analgésicas que ao mesmo tempo em que diminuem a sensibilidade, protegem a ferida. A aplicação de laser sobre a úlcera aftosa tem-se mostrado muito eficiente no alívio da dor e diminuição do tempo da lesão. Se a "afta" persistir por mais de 2 semanas procure auxílio profissional para melhor definição de diagnóstico.

7. Antibiótico enfraquece os dentes?
Não. Infelizmente foi gerado grande polêmica neste sentido, causando extrema confusão para os pacientes que erroneamente acreditaram nesta questão durante muito tempo.

8. Os antibióticos mancham os dentes?
Não. Exceção feita ao grupo das tetraciclinas que deve ser evitada durante a gestação e formação do esmalte dental. Desta forma, antes de tomar qualquer medicação consulte seu médico ou cirurgião-dentista.

9. Tenho muita dor de cabeça, isso pode ter alguma relação com meus dentes?
A dor de cabeça é a mais comum queixa das dores humanas. Acomete em média 60% da população mundial. Estatisticamente falando, a dor de cabeça mais comum é a muscular, isto é, vem dos músculos que estão na cabeça e não da cabeça propriamente dita. Vários são os motivos, recaindo sobre o uso excessivo e exagerado da musculatura facial e mastigatória, a principal responsabilidade. A musculatura mastigatória foi desenvolvida para trabalhar durante a mastigação que ocorre em média 60 a 90 minutos dia. Qualquer atividade exercida sobre essa musculatura além desse período, pode significar sobrecarga. Hábitos como apertamento dental, morder objetos como caneta-lápis, apoio de mão sobre a musculatura da face, postura de trabalho, bruxismo, estresse e outros hábitos considerados não funcionais, produzem respostas proporcionais e anormais dos músculos, que respondem com dor. Dor de cabeça, é uma queixa séria e não deve passar definitivamente sem diagnóstico, mormente se for uma queixa freqüente.

10. Quando abro e fecho a boca escuto um estalido(click) na região dos ouvidos, isso é normal?
A articulação da boca, chamada de ATM (articulação temporomandibular), tem entre as faces articulares uma estrutura chamada de disco articular, cuja função principal está em amortecer as sobrecargas sobre as articulações durante as funções orais. Quando os dentes não estão bem encaixados a relação óssea das articulações se modifica, podendo o disco articular se deslocar da posição fisiológica, evidenciado pelo estalido nos movimentos mandibulares (falar, mastigar, cantar, bocejar etc.). Longe de ser considerado um sinal normal, sua ocorrência exige uma investigação minuciosa e precisa no diagnóstico, que efetuado prematuramente propicia melhor condição terapêutica. A ausência de dor não se traduz em normalidade, bem como, não garante que não poderá aparecer um dia, em grande intensidade com repercussões importantes para todo o sistema.

11. Qual a diferença entre as coroas de resina e porcelana?
A resina é um material mais simples com características de possuir maior desgaste e menor estabilidade em relação à manutenção da cor e brilho. Já a porcelana é um material mais duro, resistente e estável quanto à cor. Indubitavelmente quando o propósito é estético, a porcelana é infinitamente a melhor opção.

12. Por quê algumas vezes notamos em algumas situações um escurecimento ao redor dos dentes, próximo à gengiva?
O principal motivo está relacionado principalmente a presença de coroas de porcelana metálicas e ao escurecimento da própria raiz do dente, que devido à transparência da gengiva extremamente fina nesta região, mostra uma sombra escura. Atualmente as coroas estéticas de porcelana são isentas de metal, melhorando ou eliminando este desconforto.

13. Qual é a melhor forma de se higienizar as próteses totais (dentaduras)?
A higiene deve ser realizada sempre após refeições e antes de dormir. A escova dental deve possuir cerdas duras e de diferentes tamanhos para facilitar o acesso em todas as regiões da prótese. A limpeza pode ser complementada através de líquidos bactericidas, encontrados normalmente nas drogarias especializadas.



Fechar